Pular para o conteúdo principal

Postagens

UTOPIA

Um dia
tudo será diferente
se  arrancarmos de nossas mentes a semente que plantaram nossos antepassados
uma semente do mal  que insiste e resiste há gerações..
Está tão   entrelaçada em nossas entranhas que  sei que demorara, mas, um dia isso tudo vai ser limpo e seremos mais humanos  pois há tempos não somos mais..
Um dia acredito que tudo mudara, pena que aqui não  estarei.
O que eu queria mesmo, é que o planeta   voltasse a  ser o que foi um dia " Somente Verde".


Postagens recentes

Em uma casa qualquer...

Uma orquídea e uma gata...
Me fazem companhia...
Me enchem de alegria..

Um copo de água por semana querida Orquídea
Ração, atum, água e carinho pra gatinha se sentir feliz...

Bolacha com geleia e café... uma banana ou maça para mim...
Cadê você para completar com amor e beijinhos...




BARREIRAS QUEBRADAS

AMAR É ULTRAPASSAR TODOS PRECONCEITOS, TODA IMPOSIÇÃO SOCIAL É QUEBRAR TODAS AS IMPOSIÇÕES POSTAS POR NOSSOS ANTEPASSADOS, POIS, ESTAVAM ERRADOS SOBRE A DIFERENÇA...
O DIFERENTE É LINDO!!!
ESTA QUEBRADA TODA IMPOSIÇÃO, NOSSOS FILHOS ESTÃO ROMPENDO TUDO ISSO...
O DIFERENTE É LINDO!!!


DEPOIS QUE LER ESTE LIVRO VOCÊ VAI OLHAR PARA SEU ANIMALZINHO DE FORMA DIFERENTE...

Socorro! Onde está Deus, Moisés,Jesus e Maomé? Cadê?

Estar só, não quer dizer que estou a disposição
Sorrir  e ter educação não significa  que me interessei
Se fui  gentil, somente fui gentil.
Nessa maldita cultura, a vítima pede desculpa.
Se afaste, mantenha a distância.

       A modernidade e a tecnologia deveria vir junto com o respeito pelo próximo.
       A globalização, nossa!
       Mulheres ainda são mortas, mulheres ainda apanham dos homens, mulheres são estupradas,crianças são molestadas, pessoas ainda passam fome, pessoas ainda moram nas ruas, humanos matam humanos, maltratam animais, maltratam idosos, Lideres políticos que são escolhidos pelo povo roubam o dinheiro do povo,  que mata esse povo de fome, de doenças, de guerra, de drogas, de miséria.
      Que agonia de viver, que impotência sentida!